Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sandra.wink.wink

Sandra.wink.wink

Com que então os gays agora não podem ser padres? Hipócritas.

seminaristas.jpg

 

Os iluminados lá do Vaticano emitiram um decreto que se chama O Dom da vocação prebisterial. É um documento que faz parte da reforma da Igreja e que entre outras coisas determina que " Os seminaristas vão ser sujeitos em breve a uma avaliação psicológica que determine se têm tendências homossexuais, doenças mentais e perversões sexuais, como a pedofilia " .

Alto e pára o baile, então estamos a meter homossexualidade, doenças mentais e pedofilia no mesmo saco? és homossexual logo, gostas de putos e vais violá-los se puderes. Esta linha de pensamento está tão afastada da realidade humana que dói. Se em tempos os homens se refugiavam na igreja porque gostar de outros homens era tabu, hoje isso já não acontece. É para desviar as atenções das perversões cometidas desde sempre.

Eu tenho uma teoria, que é só minha e a opinião de uma pessoa vale o que vale.

Ter relações sexuais, contacto sexual com outra pessoa é humano, está mais que provado os benefícios de um orgasmo. Os padres, clero como lhes queiram chamar não gozam desse beneficio, certo? Lá porque é pecado, não se deixa de sentir, o desejo é adulterado e transforma-se em perversão, como a pedofilia. Basicamente viraram a atenção para o que estava mais á mão, para os miúdos. A dimensão da coisa é enorme porque foi escondida e até permitida.

 

Tenho a convicção de que se fosse permitido aos membros do clero casar, os casos de pedofilia eram muito, muito menores. Não me venham cá meter palas nos olhos e dizer que a orientação sexual determina se és pedófilo ou não, porque no fundo é o que o documento quer dizer. E mais, o que é que a orientação sexual tem a ver com a vocação para padre? 

Retirei a imagem daqui

 

 

 

Srs jornalistas...porquê tanta ansiedade?

sic.jpg

 

Estava a ver as noticias do dia e parei nesta, não me tinha apercebido que as forças de intervenção tinham sido mobilizadas, vi o pequeno filme com uma sensação de dejà-vu de à umas décadas atrás.

Perdi um bocado da concentração por causa da já costumeira ansiedade com que a jornalista falava. Não percebo bem o porquê? As pessoas gostam mais do estilo de relato alarmista? o canal ganha mais por isso? se calhar sim. Será que os jornalistas hoje em dia, são pressionados para falar deste modo? se calhar sim.

É que fico com a sensação que se passou algo muito pior e mais grave ainda, sinto claramente que aquela pessoa quer é sangue, que aconteça algo mau para poder noticiar.

E repetem-se, e dão informações disparatadas, como dizer que, é uma manifestação barulhenta. É televisão, nós estamos a ouvir que é barulhenta!

Enfim.

 

 

Todas as pessoas deviam de tirar um curso para aprender a pensar.

clickbait.jpg

 

 

E porquê? Porque aprendiam a pensar, a tirar as próprias conclusões, a filtrar as opiniões dos outros e formar as próprias. Hoje em dia anda tudo como uns robôs, quanto menos fizer melhor, quanto menos ler melhor.

Num mundo cada vez mais interligado, onde estamos tão longe e tão perto e onde o clickBait está cada vez mais autorizado, as pessoas perdem-se. Perdem a noção do bom senso, a noção de integridade, educação e respeito. 

Cansa

2ª Edição Blogs do Ano

 

blog ano entretenhimento.jpg

 

 

Este ano, mais uma edição dos blogs do ano, com muitas caras repetidas. Andei á procura do tema que engloba os livros. Temos a categoria de educação, que não me parece o mais indicado porque leio como forma de entretenimento. A categoria entretenimento, fala em filmes, humor, celebridades ( anh?) mas em livros nada. Os meus queridos livros não vêm referenciados em nenhuma categoria, e há muitos blogs por ai sobre o assunto. Porque será?

 

 

entretenimento.jpg

 

Vou opinar! Pelo que sei os blogs são propostos e depois dessa lista é escolhido pelo juri os de melhor qualidade. Será que ninguem propôs nenhum blog sobre livros, ou foi proposto e o juri não achou a qualidade suficiente? 

É uma lacuna nesta votação e uma pena que não se dê a conhecer tanta coisa boa que se escreve por ai.

 

 

blogs do ano.jpg

 

Estive numa mesa de voto, e...

Urna-de-voto.jpg

 

Pois foi, estive no domingo passado numa mesa de voto e.... Adorei!

Todas as pessoas deviam de passar por esta experiência, é diferente estar do outro lado da mesa. Tirei algumas conclusões, umas sem surpresa outras não.

Percebi (mas isto eu já sabia) que isto na política tem todo o tipo de pessoas, boas, más, que olham para o umbigo e outras que carregam o peso dos outros ás costas.

Tive medo de calhar numa mesa com pessoas complicadas, daquelas picuinhas, tive medo de armar a confusão com o livro de eleitores, tive medo de, enfim, fazer asneira. Mas não, as pessoas da minha mesa são todas 5 estrelas, nada de complicações, tudo muito correcto, se eu não sabia, explicaram, todas muito simpáticas e disponíveis.

Uma das coisas que acordámos logo de manhã, era que, a nossa função nesse dia, para além de garantir o processo de voto de maneira correcta, era a de ajudar as pessoas. Eu não tinha ideia de quantas pessoas se dirigem ás mesas de voto sem o número de eleitor. Em tempos existia um cartão, que depois foi substituído por uma carta. Tantas e tantas pessoas que se dirigiram a nós com o cartão antigo!

Ora, os cadernos estão pela ordem do número de eleitor e não por ordem alfabética, ou seja procurar alguém pelo nome é o mesmo que agulha em palheiro. Um dos meus colegas já perguntava: Se não tem o número de eleitor então como sabe que vota nesta secção? A resposta era sempre uma de duas. Ou respondiam que sempre votaram ali ou então que tinham lido na sms, sim a bela da sms. Esta sms está disponível para quem não sabe onde vota e necessita da informação actualizada, envia-se com o número do cartão do cidadão ou Bi e data de nascimento e voilá, a resposta vinha com o número de eleitor, local de voto e número de mesa. Achei engraçado o pessoal a mostrar o telemóvel para vermos o número de eleitor. Quem não sabia mesmo recebia a nossa ajuda com disponibilidade e simpatia.

Já noutras mesas de voto não se pode dizer o mesmo. Sabem aquele vizinho que depois de se tornar responsável pela administração do condomínio do prédio, se transforma num monstro arrogante? Pois foi isso que achei de algumas pessoas que estavam nas mesas de voto, uns arrogantes parvos para as pessoas.

Presenciei algumas pérolas.

A menina que sai do biombo com os votos por dobrar, é-lhe pedido para voltar e dobrar os boletins, porque o voto é secreto. Quando vai entregar os votos é lhe dito: -pode colocar na urna. A menina responde: -Então tenho que dobrar os papeis e ainda tenho que os por aqui dentro?!  Uma pessoa fica a modos que sem palavras...

Duas velhinhas, uma vai a ajudar a outra que anda de bengala, vão as duas para trás do biombo e uma está a explicar á outra as propostas de cada um.....até que alguém se apercebe e vai lá explicar.

Um senhor, ó menina, eu já votei de manhã, mas acho que me enganei, não posso ver? annhhhh? what?

 

Foi giro, foi enriquecedor, cheguei a uma conclusão.....para quando voto electrónico para todos?

 

 

 

 

 

 

La Tomatina........Arrrggghhhh!!!!!!!!!!

 

 

 

 

ARI-8.jpg

 

 

Sabem o que é a Tomatina? é um dos festivais mais insólitos do mundo. Sei que não devemos dizer a palavra nunca, então vou dizer assim: Só se me pagassem muito é que me metia naquela guerra de tomates!

Segundo o site oficial, a Tomatina começou em Agosto de 1945, num desfile no centro de Buñol, uma cidade espanhola. O desfile incluía musica e cabeçudos, no meio da festa e da animação um dos cabeçudos cai e os jovens num frenesim irado percorrem as ruas e levam tudo á frente, até que chegam a um mercado e o que havia nesse mercado? tomates! Foi a loucura, tomates por tudo o que era lado!  E se lhes tivesse dado para atirar melões? eheeh

É claro que esta situação foi apaziguada pela policia local, mas o pessoal gostou tanto que no ano seguinte resolveram levar os tomates de casa. Ano após ano, apesar das proibições a festa continuou e desde 1950 que é um festival oficial.

Agora o desfile é feito por camiões cheios de tomate e divertem-se a mandar o coitado do tomate uns aos outros, eles nadam no molho, esfregam-se naquela mistela de molho de tomate, já imaginaram o cheiro? As paredes das casas nunca mais foram as mesmas!

Este ano foram utilizadas 125 toneladas de tomate, ainda bem que é lá longe. Eu não ia aguentar aquele cheiro a verde meio podre na minha cidade.

Eu não ia gostar, mas o pessoal diverte-se á brava.

 

tomatina 1.jpg

 

tomatina2.jpg

 

 

 

 

E - Estás a ler

 

 

A-Casa-dos-Espiritos.jpg

 

O primeiro da Isabel.

Isabel nasceu no Peru em 1942 mas é de nacionalidade Chilena.

Em menina era tão pequena, que a sua mãe a levou para um ginásio onde amarravam as mãos e os pés para esticar o corpo. 

A 08 de janeiro de 1981 foi-lhe dito que seu avô estava prestes a morrer. A carta que começou a escrever foi o início de seu romance A Casa dos Espíritos. Desde então, a cada 08 de janeiro começa um romance.

O seu livro Paula foi escrito ao início em forma de cartas para a filha que estava em coma.Isabel começou a escrever memórias no caso de Paula acordar sem se lembrar do passado.  Este blog tem um bom texto sobre o assunto

 

 

 

 

Somos quinze! O que será que as outras meninas vão escrever?

Magda Pais, Maria João Covas, Sofia GonçalvesMulaAlexandraDrama Queen, CaracolGorduchita, B♥Princesa Sofia, Just smile.Happy , Carla B e Fátima Bento

Estou curiosa.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D