Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sandra.wink.wink

Sandra.wink.wink

Estive numa mesa de voto, e...

Urna-de-voto.jpg

 

Pois foi, estive no domingo passado numa mesa de voto e.... Adorei!

Todas as pessoas deviam de passar por esta experiência, é diferente estar do outro lado da mesa. Tirei algumas conclusões, umas sem surpresa outras não.

Percebi (mas isto eu já sabia) que isto na política tem todo o tipo de pessoas, boas, más, que olham para o umbigo e outras que carregam o peso dos outros ás costas.

Tive medo de calhar numa mesa com pessoas complicadas, daquelas picuinhas, tive medo de armar a confusão com o livro de eleitores, tive medo de, enfim, fazer asneira. Mas não, as pessoas da minha mesa são todas 5 estrelas, nada de complicações, tudo muito correcto, se eu não sabia, explicaram, todas muito simpáticas e disponíveis.

Uma das coisas que acordámos logo de manhã, era que, a nossa função nesse dia, para além de garantir o processo de voto de maneira correcta, era a de ajudar as pessoas. Eu não tinha ideia de quantas pessoas se dirigem ás mesas de voto sem o número de eleitor. Em tempos existia um cartão, que depois foi substituído por uma carta. Tantas e tantas pessoas que se dirigiram a nós com o cartão antigo!

Ora, os cadernos estão pela ordem do número de eleitor e não por ordem alfabética, ou seja procurar alguém pelo nome é o mesmo que agulha em palheiro. Um dos meus colegas já perguntava: Se não tem o número de eleitor então como sabe que vota nesta secção? A resposta era sempre uma de duas. Ou respondiam que sempre votaram ali ou então que tinham lido na sms, sim a bela da sms. Esta sms está disponível para quem não sabe onde vota e necessita da informação actualizada, envia-se com o número do cartão do cidadão ou Bi e data de nascimento e voilá, a resposta vinha com o número de eleitor, local de voto e número de mesa. Achei engraçado o pessoal a mostrar o telemóvel para vermos o número de eleitor. Quem não sabia mesmo recebia a nossa ajuda com disponibilidade e simpatia.

Já noutras mesas de voto não se pode dizer o mesmo. Sabem aquele vizinho que depois de se tornar responsável pela administração do condomínio do prédio, se transforma num monstro arrogante? Pois foi isso que achei de algumas pessoas que estavam nas mesas de voto, uns arrogantes parvos para as pessoas.

Presenciei algumas pérolas.

A menina que sai do biombo com os votos por dobrar, é-lhe pedido para voltar e dobrar os boletins, porque o voto é secreto. Quando vai entregar os votos é lhe dito: -pode colocar na urna. A menina responde: -Então tenho que dobrar os papeis e ainda tenho que os por aqui dentro?!  Uma pessoa fica a modos que sem palavras...

Duas velhinhas, uma vai a ajudar a outra que anda de bengala, vão as duas para trás do biombo e uma está a explicar á outra as propostas de cada um.....até que alguém se apercebe e vai lá explicar.

Um senhor, ó menina, eu já votei de manhã, mas acho que me enganei, não posso ver? annhhhh? what?

 

Foi giro, foi enriquecedor, cheguei a uma conclusão.....para quando voto electrónico para todos?

 

 

 

 

 

 

Feriado para todos em dia de eleições.

votar.png

 

 

Era para falar em ponte, mas depois lembrei-me que as pontes são só para os funcionários públicos e pouco mais.

Quando li a noticia sobre não se fazer jogos em dias de eleições, não percebi muito bem. Pensei que se estava a falar sobre actividades desportivas a nível nacional, como campeonato de ginástica ou atletismo. Depois apercebo-me que estamos a falar de jogos de futebol, já se sabe que os Portugueses e os jogos de futebol, enfim. Li mais umas coisas e então compreendi que não era para estas eleições, mas sim para umas próximas, por agora só havia o pedido para alteração de horário de jogos.

Pensei para os meus botões, então já temos uma taxa de abstenção jeitosa, e estes gajos (leia-se quem governa) ainda vão mexer com o futebol ?!! Aquilo que mais mexe com o povo, se queremos afastar o pessoal das urnas, então estamos no bom caminho.

As pessoas não votam porque não querem. Nas presidenciais de 2016 a taxa de abstenção foi de 51.3%.Podem verificar Aqui.

abstençao1.jpg

Então, já que vamos mexer com as coisas para o pessoal ir votar, porque não fazer uma espécie de feriado eleitoral? Fechar tudo, e deixar apenas os serviços mínimos de transporte, saúde, policial e todos os serviços que não podem fechar por questões de segurança para a população.

Fechar tudo, fábricas, centros comerciais, hipermercados, todo o comercio, call centers ( sim o pais funciona a call centers, o pessoal é que parece não saber), fechar tudo.

Assim, não havia desculpas, fossem para a praia, passear, o que quisessem, menos trabalhar. Mas por favor não mexam no futebol, que não fez mal a ninguém!

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D